Pílula de português. Palavras que queremos que existam. Mas não existem. (Não...

Pílula de português. Palavras que queremos que existam. Mas não existem. (Não na nossa língua)

0 2800

O Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP), elaborado pela Academia Brasileira de Letras, contém 390 mil palavras ou mais.

A língua vai “crescendo” com o tempo, conforme palavras vão sendo adicionadas pelo uso (principalmente pela tradição oral). “…raramente haverá trabalho literário que mais susceptível seja de correções e aditamentos do que o dicionário de uma língua”, escreveu Cândido de Figueiredo.

Os dicionários vão crescendo mesmo. Mas isso não quer dizer que a gente possa escrever qualquer coisa… Existem algumas palavras que as pessoas querem usar e escrevem em seus textos acadêmicos… mas elas ainda não existem no vernáculo. Até que sejam adotadas pela Academia, melhor evitá-las nos trabalhos científicos.

Por exemplo:
• Semelhantemente (que as pessoas querem adaptar direto do inglês “similarly”)
• Interessantemente (idem, do inglês “interestingly”)
• Desparasitação (adoramos criar uma palavra juntando “des” com qualquer outra coisa… mas é mais seguro verificar no VOLP se a palavra existe!)

Enfim… Cuidado com o excesso de criatividade! 😉

Palavra Impressa
A Palavra Impressa é uma consultoria que oferece auxílio para publicação de textos e livros da área científica e da área social. Adaptamos os trabalhos às necessidades de cada um e de cada editora que publica os textos, num contato próximo com o cliente. Nosso diferencial é o atendimento. Pessoal, caso a caso.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário