Pílula de Português. Contração de de com o

Pílula de Português. Contração de de com o

0 613

“Antes do paciente tomar o medicamento” ou
“Antes de o paciente tomar o medicamento”?

“A suplementação com ácido fólico não diminuiu o risco da gestante ter anemia” ou
“A suplementação com ácido fólico não diminuiu o risco de a gestante ter anemia”?

Aqui vai a resposta:

“De” é uma preposição e “a” ou “o” são artigos. Certo?

Não se faz a contração da preposição com o artigo (“de + a = da”) quando esse artigo é parte do sujeito de uma frase.

Em palavras mais fáceis: se aquele elemento a que se refere o artigo (nos casos acima a mulher, o paciente) fizer uma ação na frase (tomar o medicamento, ter anemia, recrutar, estudar, incluir…), então não podemos contrair “de” com “o” ou com “a”.

Se “o” ou “a” ou “esse” ou “isso” ou “aquele” fizerem alguma coisa, não contraia!

Essas regras são “chatas”, mas precisamos entender.

Alguns exemplos corretos para memorizar:

Apesar de os estudos serem de longo prazo…
Depois de os pacientes terem sido recrutados…
O fato de o cirurgião precisar operar com urgência…
Apesar de aqueles fatores terem influenciado…
Depois de esses estudos terem sido excluídos…

(Por outro lado, ficam contraídos quando não estiverem exercendo ação:
Esses foram os efeitos do estudo.
Regras de gramática filhas da mãe…!)

Palavra Impressa
A Palavra Impressa é uma consultoria que oferece auxílio para publicação de textos e livros da área científica e da área social. Adaptamos os trabalhos às necessidades de cada um e de cada editora que publica os textos, num contato próximo com o cliente. Nosso diferencial é o atendimento. Pessoal, caso a caso.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário