Cuidado com a introdução!

Cuidado com a introdução!

0 217

Forneça informações precisas e atualizadas na introdução de seu artigo científico

A introdução de um artigo científico na área de saúde é o local onde se chama a atenção do leitor para o “tamanho do problema”, a sua importância. É comum que se inicie com um dado estatístico sobre a incidência da doença em questão no mundo: números impressionam. Mas é preciso ser cuidadoso com essa redação.

Na intenção de colocar cores mais fortes no problema, podemos, sem querer, fazer afirmações incorretas. Por exemplo: num artigo sobre câncer de pulmão outro dia encontramos uma frase assim: “em 2017, o câncer de pulmão é responsável pelo maior número de mortes no mundo”.

Impressionante, não é? 

Mas errado.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) informa, em 2020 — e os números não mudam há vários anos —, que as doenças cardiovasculares são as que mais matam no mundo: doenças isquémicas do coração, derrames. Em seguida vêm as doenças pulmonares, mas aqui temos em primeiro lugar a doença pulmonar obstrutiva crônica, que não é câncer. Se tomarmos as estatísticas de 2019, o câncer de pulmão, traqueia e brônquios aparece como sexta causa de morte no mundo. 

Ou seja, por mais que seja grave e prevalente, o câncer de pulmão não é responsável pelo maior número de mortes no mundo. O que o autor quis dizer, provavelmente, é que, “dentre os tipos de câncer, o de pulmão é o que tem maior mortalidade”. Esta sim pode ser uma afirmação verdadeira. Uma pequena edição no texto dessa primeira frase traria muito mais precisão à informação.

A introdução pode ser considerada, por muitos, a parte “menos importante” de um artigo e que merece menos dedicação. Não é: esta é a parte que convence o leitor a continuar lendo. E que chama a atenção de usuários nem sempre especializados: estudantes de graduação ou mesmo de ensino médio que podem estar fazendo uma pesquisa escolar… e reproduzindo informações incorretas. 

A introdução precisa ser precisa (com perdão da repetição!). E a citação de referências bibliográficas para apoiar as afirmações precisa ser correta e responsável — mas citação irresponsável é assunto para outro post, em breve!

https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/the-top-10-causes-of-death
https://www.who.int/data/gho/data/themes/mortality-and-global-health-estimates
Patricia Logullo
Patricia Logullo é editora de textos e publicações. Trabalha na área de não ficção, especialmente com relatórios científicos, sobre projetos sociais e registros históricos.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário